HAPPY Humanização da assistência hospitalar

Be Happy
 O Ministério da Saúde através do COMITÊ TÉCNICO-CIENTÍFICO DE HUMANIZAÇÃO DO ATENDIMENTO À CRIANÇA HOSPITALIZADA considera a necessidade de agilizar a implementação da Resolução nº 41, que diz respeito aos direitos da criança e do adolescente hospitalizados.

 Este Comitê considera e cita a escola hospitalar como iniciativa importante para a humanização do atendimento prestado às crianças e jovens hospitalizados (SBP, 98/99). 

 Uma das iniciativas do Ministério da Saúde para a humanização do atendimento hospitalar, em parceria com a Fundação Abrinq e o Citibank, é o Projeto Biblioteca Viva em Hospitais que foi desenvolvido como um projeto piloto em 5 hospitais (dois em São Paulo e três no Rio de Janeiro) durante o ano de 2001. Em 2002 outros hospitais se incorporaram a esta bem-sucedida proposta de humanização. Para maiores informações sobre este projeto, visite a página da Abrinq www.fundabrinq.org.br ou envie um e-mail para pbvemhospitais@fundabrinq.com.br

Outra proposta de humanização é os Doutores da Alegria, patrocinada por Itaú Seguros. A página dos Doutores da Alegria é www.doutoresdaalegria.com.br

Outra iniciativa do Ministério da Saúde foi a instituição do Programa Brasileiro de Acreditação Hospitalar voltada para a qualidade da assistência em todos os serviços de um hospital. No âmbito educacional, a existência de atendimento escolar para os pacientes internados é tido como fator importantíssimo na humanização hospitalar. 

           

                Mais informações sobre

HUMANIZAÇÃO e ATENDIMENTO ESCOLAR HOSPITALAR?

              E-mail escolahospitalar@uerj.br

                    ou

                fax: (21) 2264-5329